Fakini desenvolve caixas de papelão que viram brinquedos

Iniciativa incentiva a sustentabilidade e, ao mesmo tempo, a diversão das crianças

Não importa o tamanho ou o segmento de uma empresa, todas precisam se preocupar com o impacto que causam no meio ambiente. E engana-se quem pensa que sustentabilidade tem a ver só com a produção de lixo. Modificar ações de produção, para que menos produtos sejam gastos; considerar matérias-primas alternativas, que tenham componentes menos agressivos ao meio ambiente; e reutilizar materiais que, antes, seriam descartados são alguns poucos exemplos de como a sustentabilidade pode ser trabalhada em uma indústria.

Com base neste pensamento, de que pequenas ações podem ter grandes impactos, a Fakini, empresa têxtil de Pomerode (SC), fez algumas mudanças nas caixas que transportam mercadorias para os lojistas.

Todos os meses, a empresa utiliza, em média, 5.400 caixas para fazer o transporte de suas mercadorias para todo o Brasil. Depois que chegavam até o destino, muitas dessas caixas eram descartadas e encaminhadas para reciclagem pelos próprios lojistas. Assim, apesar de o papelão ser um material reciclável, as caixas enviadas pela Fakini acabavam contribuindo para a geração de resíduos.

Para minimizar essa situação, e dar uma nova utilidade para as caixas depois que elas chegassem até os lojistas, o setor de marketing da empresa desenvolveu uma solução: transformar as caixas de papelão em brinquedos.

Como? Na própria caixa tem instruções para recortar e fazer as dobras necessárias. Também dá para colorir e personalizar o brinquedo da forma que a criança preferir. Depois de pronta, ela se transforma em um carrinho, em um fogãozinho ou em um castelinho. É fácil e leva poucos minutos para montar.

De brinquedo à decoração

Os lojistas podem utilizar as caixas como brinquedos nas próprias casas ou, até mesmo, encaminhá-las para outras residências ou abrigos. Mas, além de servirem como brincadeiras, elas ainda podem ser utilizadas para deixar as lojas mais divertidas. Por exemplo: se o lojista tem uma área de playground, as caixas podem ficar à disposição para alegrar a criançada.

Outra sugestão é aproveitar as caixas para a decoração da vitrine para o Dia das Crianças, que logo já chega aí, e até para a criação de outros cenários futuramente. Afinal, quando se trata de decoração infantil, não tem como negar que elementos criativos na vitrine chamam bastante a atenção dos pequenos.

Para saber mais sobre como funciona a montagem das caixas, basta dar uma olhada nestes vídeos produzidos pela Fakini.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Daiani Coelho.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui