E a indústria de brinquedos dos EUA em 2021? Confira a análise de Steve Pasierb!

Steve Pasierb, presidente e CEO da The Toy Association, descreve alguns dos principais desafios que o mercado enfrentará em 2021.

Embora as vendas de brinquedos nos EUA tenham crescido drasticamente em 19% nos três primeiros trimestres de 2020, os resultados reais de empresa para empresa variaram muito, com algumas empresas indo excepcionalmente bem e outras sofrendo. Pesquisas indicam que 45% dos gastos com brinquedos são online, contra 36% no ano anterior.

Mesmo assim, apesar de todas as incertezas e interrupções no varejo, a The Toy Association redobrou as informações acionáveis e a assistência direta àqueles que estão lutando e continuam avançando em questões importantes que afetam todos os membros da comunidade de brinquedos e jogos.

COVID-19 ORIENTAÇÃO DE NEGÓCIOS

Desde o início da pandemia, a The Toy Association tem trabalhado com associações comerciais e indústrias com ideias semelhantes para promover o alívio econômico. O centro de recursos COVID-19 da Associação (toyassociation.org/covid) contém kits de ferramentas de negócios com orientação sobre financiamento governamental específico e programas de ajuda, além de uma série de webinars semanais para orientar as empresas sobre como fazer negócios com um varejista falido, cobertura de seguro na era COVID-19, estratégias de localização de fabricação em tempos turbulentos e muito mais. Todas as sessões estão disponíveis sob demanda em toyassociation.org/webinars.

PROTEGENDO OS NEGÓCIOS

A equipe de assuntos externos da The Toy Association continua avançando em questões norte-americanas e globais que são de alta prioridade para a comunidade de brinquedos incluindo: a defesa de uma legislação que combate a ameaça de brinquedos falsificados vendidos em plataformas de e-commerce, derrubando barreiras comerciais em nações ao redor do mundo; rejeitando a legislação que não contribui para os já robustos padrões de segurança dos brinquedos, certificando-se de que o marketing para crianças continua a ser do mais alto padrão e protege a privacidade; e a abertura de novos mercados para brinquedos.

FEIRA DE NEGÓCIOS

A Toy Fair New York, normalmente realizada em fevereiro, foi adiada para maio de 2021. Desde que seja seguro, o show reunirá a comunidade de brinquedos pessoalmente.

O show de 2022 no recém-expandido Javits Center será reimaginado de acordo com as tendências e mudanças do mercado. Os participantes são incentivados a visitar www.ToyFairNY.com para começar o planejamento. Enquanto isso, procure os anúncios relacionados ao mercado de atacado digital Toy Fair Everywhere, que oferece uma solução completa de e-commerce durante todo o ano para vendedores e compradores de brinquedos.

TOY, PLAY & CONSUMER TRENDS

Houve muitas mudanças no mundo desde março, mas brincar tem sido um esteio para muitas famílias presas em casa ou distante dos amigos. As tendências relacionadas a jogos, compras e gastos certamente evoluíram e, sem dúvida, impactarão as vendas nas festas de fim de ano.

Até o momento as vendas, nos Estados Unidos, de quebra-cabeças e jogos de tabuleiro para a família, equipamentos de recreação ao ar livre e jogos educacionais para ajudar no aprendizado em casa dispararam. Da mesma forma, empresas de brinquedos bem posicionadas com grandes varejistas como Walmart, Target e Amazon têm tido vendas consistentemente fortes, assim como empresas e varejistas com forte pegada digital e sites de comércio eletrônico.

Olhando para 2021 e 2022, espera-se que muitas das tendências positivas de brinquedos e brincadeiras que surgiram em meio ao COVID-19 permaneçam fortes. Tendências que a equipe da Toy Association viu nas reuniões de pré-lançamento do outono incluem a importância contínua da brincadeira na vida familiar, brinquedos retrô e clássicos que inspiram nostalgia e trazem conforto, além de brinquedos e jogos divertidos que vão trazer a leveza necessária na vida de todos.

VISÃO ESTRATÉGICA PARA 2021

A construção de relacionamentos mais próximos e dinâmicos entre consumidores e produtos por meio das mídias digitais e sociais continuará a crescer. Influenciadores, conteúdo gerado por usuários e grupos de fãs também impactarão as tendências e vendas de brinquedos, e não há como voltar atrás no aumento das compras online acelerado pela pandemia. Em lojas físicas, especialmente em lojas especializadas, as experiências precisarão ser ainda mais pessoais, emocionantes e práticas do que nunca para fazer com que os consumidores voltem.

As empresas de entretenimento que lançam grandes propriedades de IP continuarão a se empenhar e encontrar novas maneiras de estimular o entusiasmo do consumidor diante de um público cada vez mais fragmentado.

Quanto à The Toy Association, sua missão foi, e sempre será, criar valor duradouro e ajudar as empresas não apenas a sobreviver, mas também a prosperar. Abordar o futuro da indústria, bem como os desenvolvimentos do varejo, o comportamento do consumidor e as ações dos governos manterão a organização ocupada nos próximos meses. Visite www.ToyAssociation.org para saber mais sobre todos os recursos da Associação e benefícios para membros – de webinars e white papers a defesa global e muito mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui