E-commerce registra alta de 30% em outubro, com faturamento de R$ 6,2 bilhões

Aumento foi sustentado pelo maior volume de pedidos em relação ao mesmo período do ano anterior

Os brasileiros estão cada vez mais confiantes nas plataformas digitais como ambiente para compras. De acordo com o Compre & Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, as vendas geraram R$ 6,2 bilhões, crescimento nominal de 30% em relação ao mesmo período do ano passado. O incremento foi sustentado principalmente pelo maior volume de pedidos: ao todo, foram 15,2 milhões – número 28% maior do que o de outubro de 2018.

Para André Dias, diretor executivo do Compre & Confie, além da tendência de alta habitual do e-commerce, a explicação para o resultado tão expressivo este ano pode estar relacionada à maior confiança do consumidor. “Em outubro do ano passado tivemos eleições e o ambiente de incerteza gerado à época pode ter contribuído para que as vendas crescessem em ritmo menos acelerado. Isso ajuda a explicar o índice tão expressivo em outubro deste ano”, destaca.

De acordo com os dados da companhia, a maior parte das compras foi feita por consumidores de 36 a 50 anos (34,1% dos pedidos realizados). Em segundo lugar, estão os consumidores que têm entre 26 e 35 anos (33%) e, em terceiro lugar, os mais jovens que têm até 25 anos (18,4%).

Consumo por categorias
Durante o mês, os segmentos que mais venderam em volume foram: Moda e Acessórios (19,2%), Beleza, Perfumaria e Saúde (14,1%), Entretenimento (13,6%), Artigos para Casa (7,9%) e Telefonia (7,1%).

Já em relação às categorias que geraram maior faturamento, o “Top 5” fica estruturado da seguinte forma: Telefonia (17,4% do montante gerado), Eletrodomésticos e Ventilação (16,9%), Entretenimento (12,3%), Informática e Câmeras (10,3%) e Moda e Acessórios (10,1%).

Fonte: Máquina Cohn&Wolfe – (11) 3147-7310/7320.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui