Em meio a pandemia, Walmart abre 150 mil vagas de emprego nos EUA

Indo na contramão dos comércios varejistas em meio a crise causada pelo coronavírus, o Walmart, nos Estados Unidos, anunciou que vai contratar 150 mil pessoas para trabalhar em seus centros de distribuição e de atendimento.

Walmart anunciou que vai contratar 150 mil pessoas nos EUA. Crédito: Divulgação/ Walmart

Serão cargos de período integral, meio período e temporário. A empresa disse que vai priorizar a contratação de trabalhadores com experiência em restaurantes e hotelaria, que foram os setores mais atingidos no país.

Os restaurantes tiveram perdas estimadas em US$ 225 bilhões, além de 5 a 7 milhões de empregos, após muitos fecharem temporariamente ou reduzirem a carga horária de trabalho.

“Sabemos que milhões de americanos que normalmente estão empregados, no momento, estão temporariamente desempregados e, ao mesmo tempo, estamos vendo uma forte demanda em nossas lojas”, disse o CEO do Walmart, Doug McMillon, em um comunicado.

Os consumidores estão diminuindo as compras de produtos não essenciais, enquanto há um aumento da demanda por produtos básicos.

Outros varejistas anunciaram medidas parecidas, como a Amazon, que está contratando 100 mil em período integral e parcial em funções de atendimento e entrega, a Kroger está contratando mais de 6.500 e as lojas Dollar Tree e Family Dollar planejam contratar 25 mil funcionários, também em período integral e parcial.

O Walmart também anunciou a redução no horário de funcionamento das lojas em todo o país, para que antes de estocar os produtos, os funcionários possam limpá-los e higienizá-los antes de reabastecer as prateleiras.

Além disso, o varejista oferece horários especiais de compra nas terças-feiras, de 24 de março a 28 de abril, para clientes com 60 anos ou mais, como forma de apoiar quem está no grupo de risco. Com informações do site Retail Dive.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui