Empresas encomendam 30 milhões de testes de Covid-19 para o retorno

As empresas já estão se preparando para voltar à rotina após o isolamento. Além dos novos protocolos de segurança, segundo a CBDL (Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial), 30 milhões de testes já foram encomendados por empresas brasileiras. Os testes devem chegar ao Brasil entre maio e junho.

Testes encomendados pelas empresas devem chegar entre maio e junho ao Brasil. Crédito: Leonardo Souza/ PMF

Algumas companhias já começaram os testes, como por exemplo a mineradora Vale, que já tem testado empregados e terceirizados e a fabricante de autopeças Randon comprou 6 mil testes.

O banco Santander também iniciou os exames, a BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, tem aplicado testes em funcionários que apresentem sintomas. Além disso, Claro, Vivo, Votorantim e Itaú também optaram por aplicar os exames nos funcionários. A Ambev, contudo, não conseguiu adquirir os kits de testagem.

Segundo a CBDL, a expectativa é que o fornecimento mundial comece a se normalizar a partir do mês que vem.

Há dois tipos de testes para detectar a Covid-19: O RT-PCR busca a presença do vírus no organismo com coleta de material da garganta e nariz, mas leva dias para sair o resultado e identifica apenas o vírus no organismo. Já os testes rápidos identificam anticorpos produzidos pelo corpo humano específicos para o vírus.

A preferência das empresas, preocupadas com a disseminação do vírus, tem sido utilizar os testes rápidos.

As informações são da Folha de S. Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui