Mais de 500 cinemas reabrem na China após trégua do coronavírus

Conforme se aproxima de zero o número de novos casos de coronavírus na Ásia, centenas de salas de cinemas chineses são reabertas

No último sábado, 21, foram abertas novamente ao público 507 cinemas em toda a China, representando 4,5% do total de salas em operação no país, segundo estatísticas divulgadas pela agência de ingressos Maoyan. Temporariamente, esses cinemas planejam exibir apenas sucessos de bilheteria anteriores à pandemia do coronavírus.

No dia da reabertura, cerca de 29 cinemas em Xinjiang venderam 25.100 yuans, o equivalente a US$ 3.523 em ingressos, representando cerca de 80% da receita total de bilheteria do país.

Dados foram divulgados pela agência de ingressos Maoyan. Crédito: VCG/ Divulgação

De acordo com uma pesquisa do público em geral, quase 70% dos entrevistados consideram ir ao cinema como sua melhor opção de entretenimento quando a epidemia terminar, enquanto cerca de 30% disseram que voltariam aos cinemas assim que reiniciassem as atividades.

As paralisações ajudaram a criar uma tendência de assistir filmes online. “Lost in Russia”, que estava programado para ser lançado no primeiro dia do Ano Novo Lunar em 25 de janeiro, foi transmitido pelas plataformas da ByteDance no mesmo dia e liberado para o público, provando ser um grande sucesso.

A decisão de estrear o filme on-line atraiu críticas de empresas de cinema, alegando que isso prejudicaria os interesses da indústria cinematográfica chinesa.

As informações são do site Caixin Global.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui