O que é o coronavírus no imaginário de crianças brasileiras

Por Mayara Penina e Renata Penzani para o blog ECOA, do UOL

Ele pode ser verde, colorido, ter duas cabeças, cara de mau ou de bonachão: o fato é que o coronavírus está presente com força no imaginário das crianças, e agora aparece frequentemente nos desenhos delas no lugar dos monstros debaixo da cama.

Jornalistas conversaram com 13 crianças para ver como elas enxergam o cenário atual. Crédito: Pixabay

Feito a imagem de uma figura mítica que se fixa estereotipada na cabeça das pessoas, porque sempre se parecem na mentalidade popular, como o E.T. de Varginha ou o Bicho Papão, o coronavírus das crianças são bolotas com espetos saindo de sua circunferência. Alguns sorriem irônicos, e outros ameaçam um “vou te pegar!”, como na criação do Joaquim, paulistano de 7 anos.

Nessa entrevista feita com treze crianças brasileiras com idades entre 2 e 11 anos, de diversas regiões do país e diferentes contextos sociais, foi questionado como elas enxergam a nova realidade. Se nem todas vivem a quarentena do mesmo jeito, há pelo menos um denominador comum: estão longe da escola.

Leia a matéria completa clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui