Pirataria não é brincadeira!

Que os produtos piratas trazem malefícios à saúde não é novidade. E, mesmo, assim para cada R$ 100,00 em compras, R$ 20,00 são gastos com mercadorias ilegais.

A INDÚSTRIA EM RISCO

  • Os produtos piratas estão cada vez mais similares aos originais, confundindo o consumidor.
  • O varejo ilegal não se intimida em vender produtos piratas, pois raramente sofre apreensão ou ação judicial.
  • Os produtos licenciados sofrem muito com a concorrência desleal, o que dificulta a comercialização e ativação dos produtos originais.
  • A equipe de vendas é constantemente desmoralizada pelo pequeno varejista, em razão destes não se sentirem acuados em revender produtos piratas.

Essas são algumas das razões preocupantes apontadas pela ABRAL/LIMA – Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens, que por meio de uma importante iniciativa criou uma campanha que ilustra os riscos em adquirir itens pirateados -especialmente brinquedos. Confira:

 

Fonte: FNCP – Fórum Nacional do Combate a Pirataria e a Ilegalidade.

Você tem ideia do quanto a Pirataria movimenta no País? Sem falar nos incidentes que colocam vidas em risco. Que tal compartilhar o teaser e participar do movimento PIRATARIA NÃO É BRINCADEIRA?

 

 

#PIRATARIANAOEBRINCADEIRA

 

 

 

 

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui