Tendências globais de consumo para 2021

A Euromonitor International divulgou as tendências de consumo que os empresários devem estar atentos em 2021, principalmente para se prepararem para enfrentar e superar as adversidades do ano.

As 10 tendências globais de consumo de 2021 são:

1 – Sustentabilidade – As empresas devem proteger a saúde e os interesses da sociedade e do planeta, a fim de reconstruir melhor. Os consumidores esperam iniciativas orientadas para o propósito e que apoiem questões relacionadas a sustentabilidade: pessoas, planeta e lucros. Quase 70% dos profissionais acreditam que esse pilar será mais importante do que antes da Covid-19.

 

2 – Conveniência – Os consumidores têm desejo por conveniência.  Comodidade de locomoção, ocasiões impulsivas e espontâneas e as simplicidades da vida antes da pandemia serão bem-vindas. Mas as empresas devem manter a agilidade na jornada de compra em todos os canais.

 

3 – Ar livre – Os consumidores buscam oásis ao ar livre para lazer e para se conectar com a natureza. As empresas devem investir na tranquilidade de zonas rurais, já que muitos trocaram os centros urbanos por lugares mais calmos.

 

4 – Figital – Os consumidores querem ferramentas digitais para se conectar em casa e para tornar os procedimentos mais seguros nos estabelecimentos tradicionais. As empresas devem usar a realidade figital e integrar o mundo físico e o digital.

 

5 – Tempo – As empresas devem propor soluções para otimizar o tempo dos consumidores. Hoje, os consumidores estão flexíveis e programando atividades em ordem não convencional para atender às demandas individuais de tempo.

 

6 – Inquietude e rebeldia – Desconfiar da mídia, dos governos e da desinformação virou rotina para muitos dos consumidores. Em 2020, 29% dos consumidores globais estavam envolvidos ativamente em questões políticas e sociais. A ideia para as empresas é dar voz aos Inquietos e Rebeldes através de ações de marketing e pressionando as plataformas para combaterem a desinformação.

 

7 – Segurança – Os consumidores estão obsessivos por segurança e exigem serviços sem contato e padrões sanitários excepcionais. Eles querem produtos que melhorem a higiene e a imunidade e as empresas devem inovar nas questões de saúde e segurança.

 

8 – Saúde mental – Os consumidores estão abalados e reflexivos, reavaliando as prioridades na busca de uma vida mais plena e uma melhor resiliência mental. As vendas de brinquedos e games educacionais que são associados a hobbies deve aumentar, além de itens nostálgicos que trazem conforto e alívio imediato do estresse.

 

9 – Pechincha – Os consumidores irão elaborar orçamentos mais cautelosos e adquirir produtos e serviços mais acessíveis e com valor agregado. A ordem é pechinchar. Pacotes premium devem ser acompanhados de uma história que desperte empatia e ofereça bem-estar psicológico.

 

10 – Espaços de trabalho – Os consumidores precisam encontrar um novo equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, já que a fronteira rigorosa entre eles praticamente não existe mais para quem faz home-office. Os novos espaços de trabalho influenciam nas compras realizadas no intervalo das jornadas, diminui o café e os happy hours tradicionais. Agora, a tendência é simular as experiências que antes podiam ser feitas fora, dentro de casa.

Fonte: Propmark e Meio&Mensagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui