Bandas investem em licenciamento e marca própria

Por Marina Oliveira

Na cinebiografia “Legalize Já!”, que conta a história do início do Planet Hemp, Marcelo D2 aparece, ainda camelô nos anos 1990, vendendo camisetas de bandas como Dead Kennedys, Kiss, Ramones e Slayer no centro do Rio de Janeiro.

De lá para cá, o artista passou do comércio de rua para o lançamento de produtos com sua própria marca. Em 2018, ele anunciou uma coleção colaborativa de street wear ao lado da Piet e da C&A. Intitulado “Amar é para os fortes”, o conjunto de moletons, blusas, bermudas e calçados ganhou o mesmo nome de seu último álbum.

Outra banda que investiu em produtos licenciados foi o Guns N´Roses. Marcas como Funko e Knuckle Bonz têm autorização para criar os toy arts dos artistas.

Já o baixista Duff McKagan afirmou em seu livro “É Tão Fácil ­ E Outras Mentiras”, que a lendária “Duff Beer”, da animação ‘Os Simpsons’, foi inspirada em seu nome.

O Iron Maiden também sabe bem como aproveitar sua marca. Além da cerveja The Trooper, que leva o nome de uma de suas músicas, a banda anunciou no início desse ano uma parceria com o frigorífico britânico Alf Turner para o lançamento de uma linha de linguiças que leva carne de porco e a própria cerveja em sua composição.

Para ler a matéria na íntegra, acesse: http://propmark.com.br/mercado/semana-do-rock-bandas-investem-em-licenciamento-e-marca-propria

Fonte: Propmark – Por Marina Oliveira – 10/7/2019.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui