Arcos Dorados anuncia parceria com UBQ para uso de materiais reciclados

A franqueadora da marca na América Latina e Caribe substituirá objetos por similares, mais sustentáveis, fabricados com resíduos domésticos não classificados utilizando a tecnologia da UBQ; a iniciativa amplia ações sustentáveis da empresa, com resultados que chegam ao consumidor já no primeiro trimestre de 2020

A Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s no mundo, expande sua ação ambiental e anuncia parceria inédita com a empresa israelense UBQ, que desenvolveu um processo patenteado que converte o resíduo doméstico em um substituto plástico, por meio do qual há redução nas emissões de carbono. O objetivo da aliança é começar a usar esse novo material, mais ambientalmente correto, em itens que chegarão aos restaurantes da marca já no primeiro trimestre de 2020.

Somos líderes no nosso segmento e temos a responsabilidade de usar nossa escala para fazer o bem e contribuir de maneira positiva com o meio ambiente e a sociedade. Nos associarmos com a UBQ é mais um passo dado em nosso compromisso com o desenvolvimento de ações sustentáveis, já que nos permitirá substituir objetos de nossa operação por similares, que terão emissão final de carbono zero”, afirma Gabriel Serber, Diretor de Compromisso Social e Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados na América Latina e Caribe.

A parceria com a Arcos Dorados tem o potencial de mudar a mentalidade sobre o uso de resíduos originados no nosso planeta. Quem diria que materiais usados e descartados no dia-a-dia pela sociedade ou em um restaurante poderiam ser reciclados em produtos duráveis que nos cercam? Nosso processo de fabricação inovador gera um balanço de emissões zero, ou até mesmo negativo, contribuindo para minimizar o aquecimento global. Cada tonelada de material UBQ produzido é equivalente ao plantio de 540 árvores!”, completa Albert Douer, Executive Chairman da UBQ.

A iniciativa se une a outras ações sustentáveis já implantadas pela Arcos Dorados e o sistema McDonald’s. Por exemplo, há um ano a empresa deixou de entregar proativamente canudos de plástico, além de ter começado uma campanha de conscientização junto aos clientes para que evitem o uso durante as refeições. Em paralelo a esta decisão, a empresa se comprometeu a continuar buscando soluções para reduzir o uso de plástico nos restaurantes.

Além disso, a companhia segue comprometida em cumprir os objetivos globais da marca, alinhados à política da “Escala para o bem”, para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 36% até 2030 e de 20% em toda a cadeia de suprimentos, dentro do mesmo período. No total, 11 milhões de toneladas de CO2 não chegarão à atmosfera, o que equivale ao plantio de 3 bilhões de árvores ou 25 milhões de automóveis fora de circulação.

O que é UBQTM?
Para produzir esse material termoplástico, a UBQ divide o lixo doméstico não classificado em seus componentes naturais básicos (lignina, celulose, açúcar, fibra) e cria um novo material compósito e ecológico, através de um processo que não utiliza água ou emite substâncias nocivas. Como materia-prima, o UBQ pode ser transformado em milhares de aplicações, incluido tijolos, carrinhos de supermercado, canos, latas de lixo e peças automotivas. O material foi desenvolvido nos últimos cinco anos por cientistas da UBQ.

Sustentabilidade no sistema McDonald´s do Brasil
• O McDonald’s tem um compromisso global de adotar estratégias sustentáveis para embalagens e recicláveis até 2025, que inclui que 100% das embalagens sejam provenientes de fontes renováveis ou certificadas – no Brasil essa a meta já foi alcançada;

• Como um dos associados ao CEMPRE (Compromisso Empresarial para a Reciclagem), a empresa soma esforços para a diminuição de resíduos de uma maneira geral, como a reciclagem de embalagens e óleo de cozinha usados nos restaurantes;

• A empresa também está desenvolvendo um projeto piloto de Economia Circular, em parceria com a Cooperyara, na região de Barueri/SP, com o objetivo de dar um novo destino aos resíduos plásticos gerados nos restaurantes;

• Há cerca de cinco anos, os restaurantes da rede inaugurados no Brasil são equipados com luzes de tecnologia LED. Com isso, a economia de energia elétrica na iluminação dos restaurantes chega a 40%. A empresa também adota o uso de painéis solares que aquecem a água para limpeza de equipamentos, assim como películas transparentes nos vidros que ajudam a reter o calor, reduzindo o uso do ar-condicionado;

• Através de projetos de otimização do uso da água, há captação e armazenamento da água da chuva para reutilização nas partes internas e externas dos restaurantes, como na lavagem de pisos, descargas, limpeza e rega de jardins. A redução do consumo de água com esse sistema chega a 50% do total, além do uso do líquido de condensação dos equipamentos de ar-condicionado;

• Recentemente a companhia anunciou o início do abastecimento dos restaurantes no país com ovos provenientes de produção que respeita melhor o bem-estar animal, no modelo cage free eggs, no qual as galinhas não são criadas em gaiolas.

Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir

Sobre UBQ, tratar com Liat Arad (liat@ubqmaterials.com) e Ryan Birchmeier (ryan@thunder.com).

Fonte: Excom – Giulie Carvalho.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui