Coronavírus desacelera, mas não atrapalha os planos da Lego na China

A atual pandemia do coronavírus não atrapalhará os planos da Lego de abrir 80 novas lojas na China, afirmou o Grupo Lego, apesar do impacto que o vírus teve nas cadeias de suprimentos, parques Legoland e escritórios globais.

Falando com o Asia Times, a fabricante de brinquedos dinamarquesa destacou seu design para expandir nos mercados chineses, com ambiciosos planos de implantação de novas lojas neste ano ainda em andamento.

“Cada vez mais, a população da classe média procura qualidade e uma marca de boa reputação. Acho que na Lego estamos em uma boa posição para atender à crescente demanda do consumidor chinês”, disse Paul Huang, gerente geral da Lego China.

A China não mudou seus planos, apesar da pandemia ter afetado todo o setor. Crédito: Reprodução/ Toy News

“Obviamente, no curto prazo, isso pode impactar o ritmo de abertura das lojas, no entanto, estamos muito comprometidos em abrir 80 novas lojas na China. Não mudamos a meta e esperamos estar em bem preparados para entregar essa meta neste ano.”

Enquanto outros países estão sentindo o impacto das medidas de prevenção de coronavírus, a China está passando por uma desaceleração em novos casos.

As informações são do site Toy News.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui