Inclusão digital: Sestini torna e-commerce acessível em libras e potencializa experiência de deficientes auditivos

Com a missão de reduzir as barreiras digitais de comunicação, a rede apresenta Maya, ferramenta que faz tradução em libras

A Sestini, rede especializada em malas de viagem, bolsas e acessórios, em parceria com a Hand Talk, startup brasileira que por meio da tecnologia tem a missão de quebrar barreiras da comunicação, implementou uma nova ferramenta nos canais da rede e passa a oferecer a Maya, uma adorável intérprete virtual, capaz de fazer a tradução automática de todo o texto do site para a língua de sinais.

“Estamos muito felizes em implantar essa novidade ao nosso negócio. Entendemos nossa responsabilidade na construção de uma sociedade cada vez melhor e, por isso, temos como objetivo proporcionar cada vez mais acessibilidade e inclusão aos nossos canais digitais”, afirma Regina Schneidewind, diretora executiva da rede. O novo site também traz mais novidades: oferece a possibilidade de aumentar o tamanho da fonte, a fim de facilitar a leitura, assim como alterar a cor do fundo de tela, para branco ou preto, e colocar os textos em negrito.

Segundo dados do IBGE, mais de 10 milhões de brasileiros são surdos, sendo que, destes, pelo menos 2,7 milhões têm surdez profunda. Neste cenário, muitos se comunicam através das Línguas de Sinais, conhecida amplamente por Libras, e fornecer essa possibilidade passa a ser não mais uma inovação, mas uma questão de inclusão. “A Sestini reconhece seu papel e tem buscado alternativas para  garantir uma melhor experiência para o consumidor, levando em conta todas as suas especificidades”, finaliza a diretora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui