Sustentabilidade cria valor para as marcas, destaca executiva da Mattel

[Internacional]

Pamela Gill-Alabaster fez uma apresentação em um webinar da Licensing International sobre seu case de negócios para a sustentabilidade, explorando como ela pode agregar valor. Ainda, deu dicas sobre considerações para o licenciamento. Sustentabilidade não é mais ‘bom de ter’ para uma empresa, ela deve estar completamente incorporada no modelo de negócios, relatou à Products of Change.

E não se trata apenas de reciclagem e abastecimento com responsabilidade; é muito mais profundo, integrando economia, meio ambiente, social e governança à estratégia e às operações.

“As empresas podem se tornar uma força para o bem”, disse Pamela. “Podemos usar nossos negócios para impulsionar mudanças ambientais e sociais positivas. A sustentabilidade pode se tornar uma verdadeira alavanca para a criação de valor para as marcas.”

Há uma mudança definitiva nos comportamentos de compra, com 62% dos consumidores dizendo que considerariam mudar para uma marca que oferecesse uma opção mais sustentável quando o preço e desempenho fossem equivalentes e 55% boicotariam um produto se souberam que estava se comportando de maneira irresponsável.

 

Licenciamento

A sustentabilidade pode realmente melhorar a reputação de uma organização, com 41% das pessoas baseando o que pensam sobre uma empresa em seu CSR (responsabilidade social corporativa). “Mas você precisa ter muito cuidado com afirmações exageradas”, disse Pamela. “Como proprietário de uma marca, você precisa saber o que está acontecendo ao longo de toda a rede. Os consumidores sempre verão a marca em primeiro lugar, não o parceiro de licenciamento.”

É o ‘tribunal da opinião pública’ que pode causar problemas para os proprietários de marcas, uma vez que o público em geral não separa uma marca do parceiro de licenciamento. “É por isso que você precisa de um processo de seleção rigoroso ao examinar licenciados em potencial”, disse Pamela. “Você precisa de normas e auditoria e precisa saber como lidar com a não conformidade. É importante que todos os parceiros em potencial se alinhem com os objetivos da sua empresa – seja em embalagens, materiais, princípios de design. É muito importante estabelecer a cadeia de custódia.”

 

Informação para os consumidores

Para encerrar, Pamela abordou a importância da especificidade, dizendo “a maioria dos consumidores não sabe realmente o que é sustentabilidade. Reciclagem, eles fazem, mas sustentabilidade pode significar muitas coisas. Portanto, seja bem específico. Se você usa algodão orgânico, diga que usa e mostre a certificação. Se você usar plástico reciclado, diga aos consumidores exatamente qual proporção é reciclada e de onde vem. A especificidade é sua amiga. Permite que os consumidores façam escolhas informadas.”

Fonte: Products of Change

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui